terça-feira, 23 de maio de 2017

Para relembrar: 3 anos do Henrique...


Esse é o post que escrevi em homenagem aos 3 anos do Henrique:

Meu Deus!
O tempo passa rápido demais!



Parece que foi ontem que eu descobri que estava grávida! Que me emocionei, que chorei, comemorei!!!
Parece que foi ontem que ouvi o seu coraçãozinho batendo dentro de mim! Que o senti se mexer pela primeira vez! Que o vi crescer em minha barriga!
Parece que foi ontem que descobri que era um menino! Que escolhemos seu nome: Henrique!
Parece que foi ontem que escolhemos a decoração e os móveis do quarto, que deixamos tudo arrumado para recebê-lo com todo o carinho!
Parece que foi ontem que lavei as roupinhas e enchi o varal toda ansiosa pela sua chegada!
Parece que foi ontem que escolhi o enfeite da porta da maternidade, que escolhi as lembrancinhas...
Parece que foi ontem que arrumei as malas e fui para o hospital...
Parece que foi ontem o dia em que me senti insegura indo para a sala de cirurgia após beijar meus pais, minha irmã, os pais do meu marido e a minha cunhada...
Parece que foi ontem que eu estava nessa mesma sala olhando para os olhos de meu marido que me encorajava... Sabíamos que estávamos a poucos instantes de conhecermos de verdade o nosso pequeno.
Parece que foi ontem que escutei o seu choro pela primeira vez! Parece que foi ontem que trocamos os nossos olhares de amor, carinho e curiosidade pela primeira vez.
Parece que foi ontem que o peguei no colo, que o amamentei, o acalentei, o beijei pela primeira vez!
O primeiro banho: parece que foi ontem!
A primeira noite que passamos juntos: o Rafa, nosso pequeno e eu. Foi ontem!
Parece que foi ontem o primeiro sorriso, a primeira gargalhada, o rolar, o sentar-se, o ficar em pé, o engatinhar, o andar, o falar, o correr, o saltar, o brincar, o passear, o viajar...
Parece que foi ontem que o ouvi dizer "papai" e "mamãe"!
Parece que foi ontem que ele completou o seu primeiro aninho!
Parece que foi ontem que ele completou dois aninhos!
Parece que foi ontem que ele largou as fraldas, a mamadeira e a chupeta!
Parece que foi ontem que ele começou a frequentar a escolinha...
Tudo! Parece que foi ontem!!!

Não vi o tempo passar, não percebi o momento exato em que ele se tornou uma criança faladeira, com vasto vocabulário... Só percebi que apesar de tudo parecer que aconteceu ontem, também parece que ele sempre esteve entre nós, que nunca vivemos sem ele!!!

Henrique, parabéns meu filho!!! Eu e o papai te amamos demais. Você é a razão da nossa existência!
É por você que tentamos fazer tudo certo, é por você que queremos ser cada dia melhores!
Que Deus te abençoe sempre, cada dia mais! Que você tenha sempre muita saúde, muito amor e que seja muito, muito FELIZ!



Com o maior amor do mundo!!!

Mamãe e papai.

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Para relembrar: 2 anos do Henrique...


Hoje vamos relembrar o post de aniversário de 2 anos do Henrique...

Muita coisa aconteceu nos últimos dias: muito trabalho, muita correria, carro batido... Loucura total!!!
Ainda estamos nos ajeitando com o carro reserva, o trabalho anda a todo vapor, mas o mais importante e que tem demandado tempo é que mais um aniversário do meu filhote chegou! Quanta emoção!!!

(imagem tirada da internet)

Henrique,

Não tenho palavras para dizer tudo o que sinto no dia de hoje! São dois anos de vida... Sua vida, minha nova vida, uma nova vida para o papai e uma nova vida em família. Mais trabalhosa, mas muito, muito melhor!!!
Hoje minha mente fica relembrando todos os momentos desde o dia do seu nascimento... Sua carinha suja de sangue assim que saiu da minha barriga, seu chorinho agudo de recém-nascido, sua boquinha aprendendo a mamar, seus soluços e os banhos sofridos pelo frio de junho...
Eu me descobrindo como mãe, você descobrindo o mundo... Nossas trocas de olhares em cada mamada, as músicas de ninar que cantava para você... o rolar, o sentar, o ficar em pé, o andar, o falar... Cada fase vivida por nós... Uma melhor do que a outra... O amor crescendo no peito de um jeito que parece que o coração dessa mãe aqui vai explodir!!! Como pode existir um amor como esse?!
A primeira vez que você disse MAMÃE, os olhos marejados de uma mãe que vive chorando de alegria e de emoção desde que se descobriu grávida! Meus olhos estão sempre assim... Agora, não posso evitar que algumas lágrimas caiam sobre o teclado!
Hoje você já fala de tudo... Brinca sozinho, canta e dança... Os nosso momentos são outros: brincadeiras dentro de casa, brincadeiras no parque, bolinha de sabão, cócegas... As trocas de olhares e carinhos continuam... Agora você retribui, beija, abraça, faz carinho... Às vezes você mesmo é quem diz: "abaço" ou "bezo" e me abraça ou me beija... É tão gratificante, tão encantador...
É claro que existem os momentos de tensão, de teimosia, de testes... mas não são nada comparados aos outros momentos...
Você, meu filho, é meu grande companheiro... Está comigo em todos os lugares!!!
Ser mãe para mim é uma mistura de sentimentos: alegrias, ansiedade, medo... É um eterno acostumar-se com a nova rotina (que apesar de ser rotina, muda a cada nova fase). É cuidar de alguém que depende exclusivamente de mim, é um conflito entre querer e não querer, poder e não poder... mas com certeza é tudo que eu sempre desejei. Não há nada no mundo como ser MÃE. Não há nada no mundo como ser SUA MÃE!!!



Amamos muito você e sempre te amaremos!!! Você é nosso bem maior, nossa prioridade!!!

Feliz aniversário e tudo de melhor para você!!!

Que o Papai do Céu continue te dando muita saúde e esteja sempre ao seu lado!!!

Beijinhos!!!

Mamãe e Papai.

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Para relembrar: 1 ano do Henrique...


Para comemorar os sete anos do Henrique, resolvi repostar todos os textos que fiz para ele em cada um dos seus aniversários...

Abaixo, segue o post em homenagem ao primeiro aniversário dele, o maior amor da minha vida!


HENRIQUE, PARABÉNS PARA VOCÊ, NESTA DATA QUERIDA!!!


Henrique: Pode existir um nome que contenha tanta riqueza como esse?
Acredito que não! Pois esse é o seu nome, filho! A nossa maior riqueza!

Hoje você faz um ano e não existem palavras suficientes para eu agradecer ao Papai do Céu por ter colocado você em nossas vidas!

Como o tempo passou rápido!!! Parece que foi ontem que descobri que estava grávida! Parece que foi ontem que você saiu da minha barriga! Tenho medo que o tempo passe depressa demais!!!
Foi por isso que larguei tudo: quis me dedicar a você, te dar atenção, carinho, amor e ver todas as suas descobertas e evoluções... Não quero perder nada! Não quero ficar um minutinho sem você!!!
Quero ver seu rostinho, sentir suas mãozinhas, te ver dormir, mamar... Quero ver você acordar todo sorridente, quero andar segurando as suas mãos, quero ver seu sorriso cada vez que descobre algo novo ou escuta uma música. Quero estar com você em todos os momentos... Quero estar com você quando for o seu primeiro dia de aula e no dia de sua formatura. Quero te contar segredos e ouvir os seus... Quero compartilhar sentimentos e te ajudar nas suas dificuldades, medos e aflições... Quero estar com você durante toda a sua vida e quero ser um exemplo para você! Quero que se orgulhe de mim e que saiba que sempre poderá contar comigo! Quero que você seja um homem de bem, honesto, carinhoso, com valores e princípios (assim como o seu papai). Eu e o seu pai te amamos demais!!!
Sei que no futuro, na sua adolescência, você poderá nos achar chatos e caretas, mas sei que no fundo seremos sempre o seu exemplo e o seu porto-seguro.
Ah! E sei que valeu, vale e sempre valerá a pena ter tido VOCÊ, nosso amado filho!

Desde o dia em que descobri que estava grávida, comecei a escrever uma espécie de diário para você e continuo escrevendo até hoje. Nele você poderá ler mais tarde tudo o que aconteceu durante a minha gravidez com você, comigo e com o papai... Nossos sentimentos, nossa alegria, nossos desejos, seu crescimento, as descobertas... Seu nascimento, sua evolução, a nossa evolução como pai, mãe e como família...

Depois de relatar a minha descoberta (da gravidez) em seu diário, veja o que escrevi para você:

"Querido bebê,

Você não imagina a felicidade que é para mim e para o papai sabermos que logo, logo, você chegará. Nós esperamos muito pelo dia em que eu descobriria que estava grávida e quando esse dia chegou foi o dia mais feliz das nossas vidas!
Eu e o papai estamos radiantes com a notícia de que você está na minha barriga e tenha certeza: nós te amamos muito e amaremos para sempre!

Um beijinho!              Mamãe."

Foram muitos relatos, muitas cartinhas e confissões...

Veja tudo o que aconteceu em seu primeiro ano de vida:

01/06/2010 - Você nasceu!
30/06/2010 - Seu primeiro sorriso.
09/08/2010 - Sua primeira gargalhada!
27/08/2010 - Pegou sozinho um brinquedinho na mão (pegou do tapete)
29/08/2010 - Comeu a primeira papinha (mamão amassadinho)
30/08/2010 - Pegou seu pézinho pela primeira vez.
31/08/2010 - Estava de lado e virou de bruços.
01/10/2010 - Primeira papinha salgada.
09/10/2010 - Colocou o pézinho na boca.
                     Foi para a sua primeira aula de natação
Segunda semana de outubro - Sentou sozinho (sem apoio) e começou a ficar em pé sozinho segurando  
                                              as argolas do quadradinho.
29/11/2010 - Virou de lado várias vezes (deitado).
05/12/2010 - Você foi batizado!
07/01/2011 - Começou a se levantar sozinho (sentado/ em pé).
26/01/2011 - Engatinhando perfeitamente.
05/02/2011 - Começou a chamar e fazer tchau com as mãozinhas...
16/02/2011 - Começou a ficar em pé sozinho (sem apoio).
26/02/2011 - Seu primeiro dentinho (de baixo) saiu de vez!
15/02/2011 - Começou a falar mamã e nenê!
05/03/2011 - Começou a falar papá!
07/03/2011 - Primeiros passinhos!
09/03/2011 - Primeiro corte de cabelo.
23/03/2011 - Primeira viagem.
03/04/2011 - Aprendeu a falar: Caiu!
20/04/2011 - Andando para valer!!!
09/05/2011 - Senta quando te pedimos e faz cadê com a mãozinha.
12/05/2011 - Primeira travessura: tirou sua fralda e ficou peladinho!
                     Aprendeu a dançar.
13/05/2011 - Dentinho de cima rasgou...
21/05/2011 - Abaixa e levanta no quadradinho para brincar de esconder.
                     Falou: Ique. Papai disse Henrique, então você consertou: Rique!

São tantas evoluções, tantos acontecimentos...

Nesse primeiro ano veja quantas comemorações e passeios: (por ordem de acontecimento)

_ Copa do Mundo (2010), aniversário da tia Carol, aniversário da vovó Rita, passeios em vários shoppings, casamento do Vinícius e da Roberta, meu aniversário, Dia dos Pais, aniversário do papai, passeio na Fazendinha do Chocolate, conhecemos a praça do Exagero em Itu, aniversário do vovô Jorge, casamento do Rodolfo e da Marcela, dia das crianças (festa de Halloween - com você fantasiado de abóbora), aniversário do vovô Célio, seu batizado, Natal, Ano Novo, aniversário da vovó Rô, Carnaval (você de leãozinho na Natação e de palhacinho no Clube), exposição "Água na Oca", Zooparque de Itatiba, Viagem para Ubatuba, Aquário de Ubatuba, Projeto Tamar de Ubatuba, Páscoa, aniversário da tia Laura, Dia das Mães...
Além disso foram muitas lanchonetes e restaurantes, aniversários de amigos da mamãe e do papai e de amiguinhos seus...

Filho, eu e o papai te amamos demais!!! Continue sempre trazendo muita alegria para as nossas vidas!!!

Que o Papai do Céu te abençoe e cuide sempre de você!!!

Ah! Parabéns pelo seu primeiro aniversário!!!

Beijinhos!!!

Mamãe e Papai...

Obs: Você é o nosso anjinho... Continue sempre assim!!!


quarta-feira, 17 de maio de 2017

É tão bom relembrar!

A novela "Por Amor" foi exibida em 1997. Eu não assisti na época! Depois de muito tempo, ela foi ao ar pelo canal "Viva" de maio de 2010 a fevereiro de 2011. Comecei a assistir nessa época, com uma barriga já enorme de 9 meses de gravidez.
O Henrique nasceu dia 01 de junho! Dia mais lindo da minha vida!!!
Depois que chegamos do hospital foi 1 mês tentando entrar numa nova rotina: sono, mamadas, cansaço, alegria, visitas, soluços, frio, regurgitadas... não havia tempo para TV! Quando o Henrique estava acordado eu estava com ele, amamentando, olhando, dando carinho, beijinhos... estava aproveitando cada minutinho daquele sonho que enfim tinha se realizado. O Henrique sempre foi um bebê tranqüilo, dava o trabalho normal que todo bebê dá, mas ele sempre dormiu sozinho, quase não chorava, sempre foi muito risonho e era literalmente o meu anjinho!
Quando ele dormia eu aproveitava para dormir também, afinal, precisava acordar para amamentá-lo muitas vezes durante a noite. Minha mãe ajudou com a comida, levou comida para a gente durante um mês e minha sogra ficou comigo, me ajudava com a casa e com as roupas, além de dar todo apoio emocional que eu precisava naquele momento! Por isso, foi fácil, dentro do possível, foi tranqüilo!

Pois bem, passado o primeiro mês, comecei a ficar sozinha com o Henrique e não foi diferente, ele continuou sendo aquele bebê fofo, risonho e tranqüilo... Entramos numa conexão maravilhosa que temos até hoje... sei tudo o que se passa na cabecinha dele e ele parece saber tudo o que se passa na minha: ele me lê!

Com o tempo fui dando conta de tudo e sobrava tempo para assistir a novela no período da tarde. O Henrique era a minha companhia! Me lembro muito bem das nossas tardes, e bastava começar a música: "Palpite", que tocava na novela, que ele fazia beicinho e os olhos enchiam de lágrimas!
Ele sempre foi sensível, com alma de poeta! Se eu cantasse essa música para ele, a reação era igual!
Acreditem: é assim até hoje, com quase 7 anos! O Henrique se emociona com essa música!

Não lembrava mais da novela, somente da música, quando para a minha surpresa, na semana passada enquanto eu estava passando roupa, "Por Amor" voltou na telinha do "Viva"... a música tocou e dessa vez quem se emocionou fui eu, ao lembrar daquelas tardes: eu e meu bebê, olho no olho, barriga na barriga... Me emocionei ao lembrar daquelas tardes tranqüilas, daquele bebê carequinha que fazia biquinho ao escutar a música!!!

Aí o coração apertou! Ele já vai fazer 7 anos!!! O tempo voou...



Lívia

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Exposição Leda Catunda: I love you baby.

... fomos a mais uma exposição! Essa foi a pedido do Henrique... ao ver as obras de Leda Catunda expostas no Instituto Tomie Ohtake quando fomos ver Gaudí.

De longe, os olhinhos curiosos do Henrique, capturaram as obras dessa artista brasileira. Nascida em 1961, a artista explora pinturas, objetos e tecidos e suas obras têm um quê de crítica à banalização das imagens de nossa atual sociedade. Suas obras são coloridas, trazem figuras e rótulos atuais e acredito que por isso chamou tanto a atenção do Henrique. São quase que hipnotizantes...!

Mais uma vez, ele adorou a exposição!

Confiram:








Vale a pena conhecer o trabalho dela! Adoramos!!!
Obrigada, filho, por nos convidar para essa exposição!!!

Lívia.

quinta-feira, 30 de março de 2017

A Bela e a Fera, o filme.

 Antes das considerações sobre o filme tenho que deixar registrado que sempre amei A Bela e a Fera.  Ela era minha princesa favorita porque gostava de ler, almejava coisas diferentes da maioria das mulheres do seu povoado, era corajosa e justa. Tinha cabelos e olhos castanhos e uma profunda conexão com o pai. Sempre me identifiquei muito com ela...
 Sou mãe de menino e não tenho preconceito... mas o fato é que ele não se interessa por nada das princesas... meu mundo passou a ser cercado por super-heróis, vilões, carrinhos, bola... e aprendi a gostar desse mundo também... Até me esqueci das princesas!!!
 Aí veio o convite para assistir a Bela e a Fera e lá fomos nós. Eu relembrei minha infância e a menina ingênua e pura que fui naqueles tempos... Me emocionei, chorei, amei! Amei o filme e me senti novamente rodeada por uma ternura e delicadeza que eu já nem recordava mais!
 O Henrique gostou do filme, assistiu quietinho do começo ao fim, mas disse que gostou mais dos "Doritos" do que do filme. kkk... era de se esperar!


De qualquer forma o filme é lindo, a história também, os figurinos, cenários, efeitos especiais, tudo!


Quanto ao personagem gay, Le Fou, fico pasma em ver tanta polêmica!

* o personagem já era gay no desenho.

* é retratado de uma maneira muito sutil.

* é uma realidade, sempre existiu e já passou da hora de aceitarmos a homossexualidade como "normal".

* a maldade está nos olhos de quem vê! Não vi maldade nenhuma na representação do personagem.

O filme é lindo, vale muito a pena assistir! Para meninas e meninos, grandões e pequeninos...


E viva a diversidade!!!

(Imagens tiradas da Internet)

Lívia.

sexta-feira, 24 de março de 2017

Teatro: Bruxas da Escócia

No final de semana levamos o Henrique ao teatro, no Sesc, para assistir à peça "Bruxas da Escócia", inspirada em Macbeth, da Cia Vagalum Tum Tum. A Cia dedicada ao público infantil traz obras de Shakespeare adaptadas às crianças. Apesar de serem obras complexas e pesadas, os espetáculos tornam-se divertidos através dos clowns mas sem perder o contexto e a simbologia da obra do autor.
Acredito que seja mais indicada para crianças a partir de 6 anos, mas lembro que levar as crianças (de todas as idades) ao teatrro é fundamental!
Adorei a peça, o modo como foi adaptada, o figurino e a maquiagem!
Vale a pena levar a criançada para assistir!
A Cia estará no Sesc de Jundiaí aos domingos, as 16:00 hs. No próximo domingo estarão com a peça "O príncipe da Dinamarca", inspirado em Hamlet, dia 02/04 com "Henriques", adaptação da trajetória de Henrique V e no dia 09/04 "O Bobo do Rei", uma adaptação de Rei Lear.

(Foto retirada do site da Cia Vagalum Tum Tum)

Para mais informações: http://www.ciavagalum.com.br/

É isso aí! Confiram!!!

Lívia.